coronavírus

Graça Freitas não considera que Portugal já esteja perante uma segunda vaga

Apesar do aumento dos casos diários de COVID-19 nas últimas semanas, Graça Freitas ainda não considera que Portugal já esteja perante uma segunda vaga,

publicidade

Apesar do aumento dos casos diários de COVID-19 nas últimas semanas, Graça Freitas ainda não considera que Portugal já esteja perante uma segunda vaga.

“É notório que estamos a ter um aumento do número casos, sendo que em Portugal no intervalo entre os primeiros meses e agora nunca tivemos num patamar com praticamente ausência de casos. Tivemos sempre uma situação com casos todos os dias e todas as semanas”, disse a diretora-geral da Saúde, na conferência de imprensa diária onde se divulgam os dados da pandemia.

“Não temos um histórico de como é o seu comportamento ao longo do tempo. O que sabemos é que na curva epidémica estamos a apresentar uma subida que é notória e que se prevê que vá continuar. Se constitui ou não uma segunda vaga só daqui a uns dias, daqui a umas semanas, é que perceberemos se essa tendência se mantém e vai ficar“, frisou a responsável.

Recorde-se que Portugal contabilizou hoje mais 493 casos, sendo também divulgados os dados por concelho.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui