País

Diretor de pediatria do HGO critica contratação de médicos em prestação de serviços

publicidade

O diretor do serviço de pediatria do Hospital Garcia de Orta, Anselmo Costa, criticou hoje a administração por contratar pediatras em regime de prestação de serviços, para colmatar a falta de especialistas na urgência.

«Vir alguém chefiar uma equipa de um hospital que não conhece é uma solução que não é aceitável, que eu nunca propus e não quero validar», disse Anselmo Costa, em declarações à agência Lusa.

Segundo o médico, que se encontra demissionário desde outubro de 2018, neste sábado estiveram ao serviço dois especialistas, um dos quais foi interno no Garcia de Orta e uma médica do Hospital Dona Estefânia, que «não conhece os serviços, os hábitos e a forma de funcionar».

No final de Março, a Ordem dos Médicos alertou para o risco de a urgência pediátrica encerrar em alguns dias de Abril devido à falta de especialistas, tendo o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses ter precisado o último sábado, dia 13, por ser um dos dias em que a escala não estava assegurada.

Na semana passada, e na sequência de uma acção da Comissão de Utentes de Saúde do Concelho do Seixal, a administração do hospital garantiu que a urgência tem mantido a qualidade, e que iria implementar uma medida provisória para impedir o fecho da urgência, conforme o Diário do Distrito noticiou.

No entanto, o diretor do serviço de pediatria considerou que «não é aceitável» um médico chefiar um hospital que não conhece, frisando que «uma coisa é entrar alguém novo para uma equipa de cinco ou seis e outra é entrar alguém novo para uma equipa de três e uma chefia leva ainda mais tempo. Ninguém de bom senso espera que um pediatra chegue ao serviço e de repente vá chefiar uma equipa daqui a uma semana.»

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui