coronavírus

AstraZeneca suspendeu teste da vacina por reação adversa de um voluntário

A farmacêutica AstraZeneca teve de interromper os testes da fase final da vacina contra a covid-19 depois de um voluntário ter desenvolvido efeitos secundários adversos e sérios.

publicidade

A farmacêutica AstraZeneca teve de interromper os testes da fase final da vacina contra a covid-19, em parceria com a Universidade de Oxford, depois de um voluntário ter desenvolvido efeitos secundários adversos e sérios.

“Como parte dos testes globais controlados e randomizados em andamento da vacina de Oxford contra o coronavírus, o nosso processo de revisão padrão desencadeou uma pausa na vacinação para permitir a revisão dos dados de segurança”, referiu a companhia através de um comunicado.

A AstraZeneca acrescentou que esta é “uma ação de rotina, que deve acontecer sempre que houver uma doença potencialmente inexplicada num dos ensaios, enquanto ela é investigada”, de forma a garantir que é mantida “a integridade dos ensaios”.

Em testes de larga escala, as doenças acontecem por acaso, mas devem ser revistas de forma independente para que sejam verificadas com cuidado. Estamos a trabalhar para acelerar a revisão de um único evento para minimizar qualquer impacto potencial no cronograma do teste, e estamos comprometidos com a segurança dos nossos participantes e os mais altos padrões de conduta nos nossos testes”, pode ler-se na nota.

Por enquanto os testes estão suspensos enquanto decorrem as investigações sobre as reações secundárias do voluntário.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui