MontijoPolítica

PSD Montijo acusa Nuno Canta de cobardia e repudia declarações sobre João Afonso

- publicidade -

A Comissão Política do PPD/PSD Montijo repudia as declarações do presidente da Câmara Municipal relativamente ao vereador João Afonso, ocorridas na última reunião do executivo.

Segundo o comunicado enviado ao Diário do Distrito, intitulado «Trilogia de Canta: Cobardia, Insulto e Segredo», este órgão acusa Nuno Canta de ter aproveitado «a ausência do vereador João Afonso para o insultar e reafirmar que quer reuniões secretas».

Na reunião que teve lugar na passada quarta-feira, um dos temas da tarde centrou-se nas declarações de Nuno Canta acerca das transmissões em directo realizadas pelo vereador social-democrata na reunião quinzenal de 12 de Maio.

«Na reunião de Câmara desta quarta-feira, Nuno Canta abusou da ausência (por doença) do vereador João Afonso para o insultar e acusar falsamente de atos criminosos.

Quais foram os supostos atos criminosos do vereador do PSD? Pasme-se: ter gravado o seu próprio discurso  em  reunião  de  Câmara  e  tê-lo  divulgado  nas  redes  sociais  aos Montijenses.

Nuno Canta sabe que isso não é crime, mas também sabe que podia ter feito esses ataques numa altura, na presença do vereador João Afonso, falando corajosamente frente a frente.

Nuno Canta sabe que mandou proibir a gravação em vídeo das reuniões de Câmara, mas também   sabe   que   essa   gravação   é   a   única   forma   de   milhares   de   Montijenses acompanharem democraticamente as reuniões municipais.

Nuno Canta sabe que a COVID-19 levou quase todos os municípios do país a transmitir on-line  democraticamente  as  suas  reuniões  municipais,  mas  também  sabe  que  essa gravação o expõe ao ridículo, mostrando aos Montijenses as fraquezas do seu presidente de Câmara.

Dizer que a água se mede em metros quadrados é uma delas.

Aquilo que Nuno Canta não sabe é que o vereador João Afonso não desistirá nunca de dar a conhecer a todos os Montijenses os seus discursos e as suas ideias.

O candidato a presidente da Câmara Municipal pela coligação O Montijo Conta Comigo (PSD, CDS e Aliança) não quer reuniões secretas!

Assim,  o PSD  do  Montijo  repudia  os  atos  de  Nuno  Canta.  Foi  cobarde  por  ter  atacado alguém que não se podia defender; foi insultuoso por ter acusado alguém de crimes que não existem; foi e  continua a ser antidemocrático por se recusar a transmitir on-line as reuniões de Câmara.»

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui