Parceiros
AtualidadeSesimbra

Jovem procurado pela morte de agente da PSP reside em Sesimbra e tem historial de tráfico

- publicidade -

A Polícia Judiciária montou uma caça ao homem para encontrar Clóvis Abreu, o quarto suspeito da morte do agente da PSP, Fábio Guerra, após uma brutal agressão à porta de uma discoteca de Lisboa.

Clóvis Abreu é filho de Miguel Prudêncio Abreu, que em Dezembro de 2020 foi abatido no parque de estacionamento de um supermercado em Fernão Ferro, Seixal, após uma troca de tiros com a GNR que pretendia cumprir um mandado de captura.

Na altura, as forças de segurança temeram ataques perpetrados por familiares e amigos da vítima, residentes em Sesimbra, que não se concretizaram.

Autoridades apontam para para uma possível vingança de Clóvis Abreu para com os agentes da PSP, após estes se terem identificado durante a altercação, devido ao ocorrido com o pai, no entanto o Diário do Distrito sabe que o jovem tem historial de tráfico de estupefacientes e conflituosidade.

A família de Clóvis Abreu reside actualmente em Sesimbra, mas o suspeito está em parte incerta, e não está afastada a possibilidade de ter fugido para Espanha, à semelhança do pai, onde têm família.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário