Almada

Inês de Medeiros não comenta campo de golfe no Arsenal do Alfeite

- publicidade -

“Não comento notícias de jornais nem publicações de Facebook. Não comento.”

Foi desta forma que Inês de Medeiros, presidente da Câmara Municipal de Almada respondeu à vereadora Joana Mortágua (BE) sobre a questão levantada por esta acerca da possível construção de um campo de golfe dentro do espaço do Alfeite.

“Dá vontade de rir, a todos nós” frisou a vereadora bloquista durante a reunião camarária que decorre esta segunda-feira, e com transmissão pelo canal youtube do município.

“Acho que não houve almadense que não ficasse incrédulo com esta notícia do final de Março”, questionando o executivo sobre “as informações que têm acerca da ideia ou intenção, ou não, de manter esse projecto, que ninguém entende muito bem como e de onde vem”.   

Inês de Medeiros frisou que “também tenho por princípio não reagir à primeira notícia que aparece, e sei também que agora há uma grande tendência de partilhar tudo o que aparece nas redes sociais”.

A presidente explicou ainda que “o município não tem jurisdição naqueles terrenos por serem militares, mas há também outros terrenos sobre os quais não a temos, como a Margueira e os terrenos do IHRU junto ao Pragal, porque na altura a Câmara Municipal achou por bem excluir estes do PDM, por vontade expressa do executivo do passado, sempre queixando-se do Governo central.

Da nossa parte, sempre entendemos que tudo o que diz respeito ao território de Almada, o município tem de estar envolvido de uma maneira ou de outra, mas esta não é a realidade de Almada.”

Estas afirmações foram refutadas pelo vereador Joaquim Judas (CDU), solicitando informação “detalhadas sobre em que situações o município de Almada dispensou a tutela desses territórios”.

Ainda sobre a questão do campo de golfe, a presidente referiu que “tenho para agendar brevemente mais uma reunião com o Secretário de Estado para tratar  de vários assuntos com a Marinha e outras entidades, onde também queremos abordar a questão dos operários do Arsenal do Alfeite, e por isso não me compete nesta altura, enquanto presidente da Câmara Municipal falar sobre campos de golfe e projectos ou eventuais projectos da Marinha, que ainda nem nos foram comunicados.

Estamos entre instituições públicas e há que ter algum sentido nas regras de boa cooperação entre entidades e órgãos de soberania. Aguardo pacientemente que haja uma comunicação oficial da Marinha ou do Arsenal do Alfeite para tecer comentários.”

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui