AlmadaAtualidadePolítica

CDS-PP Almada contra TST virem a operar só em dois concelhos na AML

O CDS-PP Almada está contra a opção dos TST de virem a operar apenas em dois concelhos do distrito

publicidade

A Concelhia de Almada do CDS-Partido Popular enviou uma nota de imprensa acerca do posicionamento dos TST – Transportes Sul do Tejo, em operar futuramente apenas em dois concelhos do distrito de Setúbal.

Na nota de imprensa, o CDS-PP explica que «o operador de transporte público rodoviário que opera no concelho de Almada, os Transportes Sul do Tejo – TST, pretendem candidatar-se ao novo concurso da área metropolitana de Lisboa, fazendo parte do 3 lote do respectivo concurso.

O CDS-Partido Popular Almada só aceita a continuidade do TST como operador de transporte público no concelho caso os mesmos melhorem consideravelmente a prestação desse serviço, pois a supressão de carreiras, as falhas de horários, a falta de cobertura de determinadas zonas do concelho, a desadaptação de várias carreiras ao público utente em determinadas zonas, a falta de manutenção adequada, de limpeza, ausência de ar condicionado nos autocarros, a falta de meios humanos e materiais, a juntar muitas das vezes à ausência de diálogo e/ou de tomadas de posições unilaterais por parte dos responsáveis da empresa, a juntar às queixas dos sindicatos e dos utentes que desesperam constantemente por melhores condições de serviço, levam o partido em Almada a exigir aos TST – Transportes Sul do Tejo, que melhore as condições para que possa continuar a operar no concelho.

Considerando que a empresa, ganhando o concurso, só pretende operar em dois concelhos um dos quais Almada, é sua obrigação prestar um serviço mais adequado, tendo em conta posteriormente o aumento de recursos e menos impacto nas suas despesas, uma vez que é intenção dos TST deixar de operar nos restantes concelhos onde opera ainda neste momento.»

Na nota o CDS-PP frisa que em Almada «tem sido bastante crítico com este prestador de serviço de transporte rodoviário, razão pela qual, vai continuar a estar ao lado das populações que se sentem cada vez mais desamparadas e sem soluções para a mobilidade e acessibilidades por parte dos TST».

Também o Deputado Municipal do partido, António Pedro Maco, tem levado estas preocupações junto da Assembleia Municipal de Almada (AMA) ao mesmo tempo que tem acompanhado os trabalhos em comissão da AMA, na tentativa de tornar o transporte público no concelho mais acessível e disponível aos almadenses.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui