Parceiros
AtualidadeMundo

Zelensky demite dois generais por deslealdade. “Pouco a pouco serão todos punidos”

- publicidade -

Volodymyr Zelensky anunciou ontem a demissão de dois generais por violação do juramento de lealdade, com base no estatuto disciplinar das Forças Armadas da Ucrânia.


O presidente da Ucrânia disse que foram demitidos o chefe do principal departamento de Segurança Interna do Serviço de Segurança da Ucrânia e o chefe do gabinete do Serviço de Segurança da Ucrânia na região de Kherson.


“Agora não tenho tempo para lidar com todos os traidores. Mas pouco a pouco serão todos punidos”, garantiu Zelensky, que também agradeceu aos “heróis nacionais” por defenderem o Estado ucraniano.


“Segundo o artigo 48.º do Estatuto Disciplinar das Forças Armadas da Ucrânia, os militares que não tenham decidido onde está a sua pátria, que violem o juramento militar de lealdade ao povo ucraniano no que diz respeito à proteção do nosso Estado, da sua liberdade e independência, serão inevitavelmente privados de altas patentes militares”, disse Zelensky na declaração feita na noite de quinta-feira.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário