Atualidade

Vítima de esfaqueamento cria campanha para angariar fundos e contratar advogado

- publicidade -

Clarisse Galrito, vítima de violência doméstica, criou uma campanha de angariação de fundos online para conseguir pagar a um «advogado especialista na área criminal» com vista a defender-se do ex-companheiro que a tentou matar, deixando-a com uma paralisia no rosto.

A história de Clarisse Galrito e começa em 2020 quando foi vítima de uma tentativa de homicídio por parte do agressor, que a tentou degolar.

É Clarissa Galrito quem apresenta a sua história na campanha que lançou esta segunda-feira.

Numa relação desde 2019, foi a partir de Abril de 2020 que começaram os «abusos psicológicos mas ia deixando passar pois ele era muito meu amigo noutros aspectos, mesmo com os meus pais.

Até que um dia os abusos psicológicos passaram a físicos, dia 30 de Julho para ser mais precisa, apresentei queixa na GNR da Lourinhã e saí de casa.»

E foi nessa altura que começou o pesadelo que a leva a temer pela vida.

«A partir daí passou a perseguir-me, a fazer ameaças e eu sempre a acrescentar as queixas na GNR e no Ministério Publico, até que quase me degolou no dia 28 de setembro de 2020», quando o ex-companheiro lhe cortou o pescoço e a face com uma navalha no terminal rodoviário da Lourinhã.

Apesar de ter solicitado o apoio judiciário à Segurança Social, «a resposta tardou de tal maneira que acabei por ter de arranjar um advogado especialista na área criminal pois, com a presunção de inocência pedida pela advogada DELE, por pouco não foi posto em prisão domiciliária, o que significaria eu estar em perigo de novo».

O agressor continua a ser avaliado semanalmente por um psicólogo, mas segundo Clarissa Galrito «está incontrolável».

Esta mulher quer «justiça e que este monstro sirva de exemplo para tantos outros. Uma vez que a justiça é “cara” e eu quero ser defendida convenientemente pois, além de quase ter perdido a vida, fiquei com sequelas entre as quais a bem visível cicatriz e uma paralisia facial no lado direito.»

Reveja o debate com os candidatos à CM Moita

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo