AtualidadecoronavírusDestaqueInternacional

Vão chegar a Portugal equipas médicas de França e Luxemburgo

- publicidade -

Portugal vai receber na próxima semana duas equipas médicas da França e do Luxemburgo, um “importante apoio” no tratamento de doentes de covid-19 em hospitais com elevada pressão de cuidados intensivos, anunciou ontem o Ministério da Saúde.

“O ministério da Saúde aceitou a oferta de ajuda dos governos luxemburguês e francês para apoio ao tratamento de doentes covid-19 em Portugal”, adiantou o gabinete de Marta Temido em comunicado.

Segundo a mesma fonte, a equipa do Luxemburgo, constituída por dois médicos e dois enfermeiros, vai apoiar o serviço de medicina intensiva do Hospital do Espírito Santo de Évora, enquanto o médico e os três profissionais de enfermagem franceses vão trabalhar no Hospital Garcia de Orta, em Almada.

“As equipas deverão chegar na semana de 15 de fevereiro, prevendo-se uma estadia de 15 dias”, referiu o ministério da Saúde, ao salientar que esta ajuda “constitui um apoio importante a dois hospitais que têm vindo ainda a sentir uma elevada pressão ao nível dos cuidados intensivos”.

Além destas duas equipas, já está em Portugal uma equipa médica militar alemã que começou a tratar os primeiros pacientes na segunda-feira.

Constituída por 26 profissionais de saúde, entre os quais seis médicos, que trouxeram também 40 ventiladores móveis e 10 estacionários, 150 bombas de infusão e outras tantas camas hospitalares, a equipa de militares germânicos chegou a Portugal a 03 de fevereiro e ficou instalada no Hospital da Luz, em Lisboa.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.355.410 mortos no mundo, resultantes de mais de 107,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 14.885 pessoas dos 778.369 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui