Atualidade

Tribunal de Leiria decreta prisão preventiva a suspeita de tentar matar companheiro

- publicidade -

“Verificando-se a existência de perigo de fuga e perturbação grave da ordem e tranquilidade públicas, no âmbito do primeiro interrogatório judicial, foi determinado que a arguida aguardasse os demais trâmites processuais em prisão preventiva”, lê-se na nota divulgada.

Segundo o Ministério Público, na sequência de emissão de mandados fora de flagrante delito, por elementos da Polícia Judiciária de Leiria, foi detida uma mulher “por se indiciar a prática de um crime de homicídio, na forma tentada, agravado pelo uso de arma”.

Após sujeita a primeiro interrogatório judicial no Juízo Central de Instrução Criminal de Leiria, nos autos considerou-se “fortemente indiciado” que, no dia 02 de janeiro de 2019, entre as 11:00 e as 12:00, na residência do casal, “a arguida, empunhando uma pistola semiautomática, aproximou-se do seu companheiro, que se encontrava de costas, e efetuou um disparo na sua direção”.

Após a vítima se ter virado de frente para si, a mulher “efetuou mais dois disparos”.

Segundo o MP, quando o homem se encontrava sentado no sofá, a arguida “aproximou-se do mesmo e bateu-lhe na cabeça com uma pedra”.

Os ferimentos obrigaram a vítima a ser transportada para o hospital de Santo André, em Leiria, onde ainda se encontra internado.

A arguida abandonou o local, colocando-se em fuga, acrescenta a nota.

Segundo divulgou a Polícia Judiciária de Leiria na quinta-feira, a mulher viria a ser detida na Gare do Oriente, em Lisboa, quando se preparava para abandonar o país de comboio.

A investigação irá prosseguir sob direção do Ministério Público do Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria, com a coadjuvação da Polícia Judiciária desta cidade.

Reveja o debate com os candidatos à CM Alcochete

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo