Justiça

Tribunal absolveu suspeito de matar ex-companheira à pancada no Monte da Caparica

publicidade

Vera Silva foi morta à pancada na sua residência no Monte da Caparica, Almada, em Janeiro de 2019, ao que tudo indicava, pelo namorado na altura, Cláudio Dias.

No entanto o colectivo de juízes do Tribunal de Almada entendeu que Cláudio Dias, acusado de homicídio qualificado, seria absolvido das acusaçõesde que era alvo, incluindo violência doméstica e invasão de domicílio agravado.

A leitura da sentença ocorreu esta quarta-feira, 11 de Novembro, e de acordo com o acórdão, «a única prova direta que existe é um vestígio do ADN de Cláudio debaixo da vítima».

Vera Silva, empresária e mãe de dois filhos menores, foi morta à pancada no próprio apartamento onde vivia no Monte da Caparica, em Almada, e foi a primeira vítima de violência doméstica de 2019.

Cláudio Dias passou quatro meses em liberdade, após o crime, enquanto a Polícia Judiciária montava o caso contra aquele que sempre foi o principal suspeito do homicídio.

Vera Silva terá sido morta à pancada pelo namorado, na sua residência no Monte da Caparica, Almada, em Janeiro de 2019.

No entanto o colectivo de juízes do Tribunal de Almada entendeu que Cláudio Dias, acusado de homicídio qualificado, seria absolvido das acusaçõesde que era alvo, incluindo violência doméstica e invasão de domicílio agravado.

A leitura da sentença ocorreu esta quarta-feira, 11 de Novembro, e de acordo com o acórdão, «a única prova direta que existe é um vestígio do ADN de Cláudio debaixo da vítima».

Vera Silva, empresária e mãe de dois filhos menores, foi morta à pancada no próprio apartamento onde vivia no Monte da Caparica, em Almada, e foi a primeira vítima de violência doméstica de 2019.

Cláudio Dias passou quatro meses em liberdade, após o crime, enquanto a Polícia Judiciária montava o caso contra aquele que sempre foi o principal suspeito do homicídio.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui