Atualidade

Trabalhadores do Metro de Lisboa em greve

Os trabalhadores do Metro de Lisboa cumprem esta terça-feira, durante a manhã, uma nova greve parcial, entre as 5h00 e as 9h30, dado que as negociações salariais com a empresa têm falhado.

«A greve não é só contra o congelamento salarial, vamos mais longe. Defendemos uma total reposição de efetivos, que está por cumprir”, começou por explicar, em declarações à agência Lusa, Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (FECTRANS).

As negociações «vão além da matéria salarial», sublinhou a sindicalista, apontando para a importância do «preenchimento imediato do quadro operacional e as progressões na carreira».

«Na reunião que tivemos com o ministro do Ambiente e da Transição Energética [João Matos Fernandes, que tutela os transportes urbanos], o responsável assumiu duas das nossas reivindicações quanto aos trabalhadores da área da manutenção e a prorrogação da vigência do Acordo de Empresa (AE).»

No entanto, segundo a sindicalista, o conselho de administração da empresa «ainda não colocou em cima da mesa as restantes matérias», não tendo ainda as partes chegado a acordo.

O pré-aviso de greve foi entregue a 6 de outubro «devido à falta de respostas às questões colocadas, quer em reuniões com o ministro do Ambiente, quer com o presidente do ML- Metropolitano de Lisboa».

A greve de terça-feira ocorre entre as 05h00 e as 09h30, para a generalidade dos trabalhadores, e das 09h30 às 12h30 para o setor administrativo e técnico, de acordo com o sindicato.

Na sua página oficial, o Metropolitano de Lisboa informou que, por motivo de greve convocada pelas organizações sindicais representativas dos trabalhadores, a empresa prevê a paralisação do serviço de transporte das 06h30 às 09h30 e retoma da circulação de comboios a partir das 10h15.

Os trabalhadores do metro realizaram greves parciais ao serviço em maio e junho tendo em conta as mesmas reivindicações apresentadas para a nova paralisação.



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.