Parceiros
AtualidadeDistritoSetúbal

Trabalhadores da Amarsul exigem resposta patronal até dia 20 de dezembro

Os trabalhadores da Amarsul realizaram esta quinta-feira um plenário geral no ecoparque de Palmela, onde está instalada a sede da Amarsul, no qual definiram cinco pontos para um acordo, numa resolução que foi entregue em mão no edifício da administração e na qual se exige resposta patronal até dia 20 de dezembro.

O plenário decorreu ao ar livre e foi organizado pelo SITE Sul e STAL, para analisar a forma como decorreram os cinco dias de greve, entre 29 de Novembro e 3 de Dezembro, e também para, perante as posições da administração, definirem os passos a dar nos próximos dias.

À administração da Amarsul, empresa do Grupo EGF detido maioritariamente pela Mota-Engil, «os trabalhadores exigem: uma resposta positiva e urgente da administração ao Caderno Reivindicativo; o aumento imediato dos salários, com retroactivos a Janeiro de 2021, e de outras prestações pecuniárias (nomeadamente, os subsídios de refeição e de transporte), num valor que reponha o poder de compra perdido nos últimos anos; a atribuição de um subsídio de risco extraordinário, no quadro do surto epidémico; o fim dos vínculos precários, garantindo que a cada posto de trabalho permanente corresponda um contrato de trabalho efectivo e o respeito integral pelo Acordo de Empresa em vigor».

Foi decidido dar à administração um prazo, até ao final do dia 20, para que seja dada uma resposta positiva e a Comissão Intersindical ficou ainda mandatada para «findo este prazo, prosseguir, desenvolver e ampliar todas as formas de luta, incluindo a greve, que se mostrem necessárias para a satisfação das suas justas reivindicações».

A Amarsul – Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos S.A., foi constituída em 1997, tendo-lhe sido atribuída a concessão de exploração e gestão do Sistema Multimunicipal de Tratamento e de Recolha Seletiva de resíduos urbanos da Margem Sul do Tejo.



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.