Internacional

Tourada não será Património Imaterial da Humanidade

publicidade

A proposta de reconhecer as touradas como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura pedido pela associação espanhola International Tauromaquia Association, não irá acontecer.

A associação havia alegado a «necessidade de salvaguarda urgente» mas o eurodeputado Francisco Guerreiro avançou que obteve a informação por «uma fonte interna da UNESCO», que lhe indicou que o assunto não chegará a ser debatido nem pelo secretariado, nem pela comissão responsável.

A decisão surge depois da UNESCO questionar o governo Espanhol sobre a urgência da classificação por iminência do desaparecimento da atividade no país, sugestão que foi liminarmente rejeitada pelo executivo Espanhol.

Segundo Francisco Guerreiro «a UNESCO fez o seu trabalho e percebeu que não há qualquer risco de extinção da indústria tauromáquica, em Espanha, logo o principal argumento utilizado pela International Tauromaquia Association era falso. Infelizmente, a prática vai manter-se, mas felizmente, não será distinguida pela UNESCO».

O assunto iria ser discutido na 15.ª sessão da Comissão para a Proteção do Património Cultural Imaterial da UNESCO que vai decorrer de 14 a 19 de Dezembro, na sede da organização em Paris, e onde serão discutidas 54 propostas.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui