Justiça

Suspeito de ter apedrejado autocarro do SLB ficou em prisão preventiva

publicidade

O homem que está acusado de ter apedrejado o autocarro do Benfica quando os jogadores regressavam ao Centro de Estágios do Benfica, ficou em prisão preventiva, acusado da prática, em coautoria, dos crimes de homicídio qualificado na forma tentada, de atentado à segurança de transporte rodoviário e de dano.

De acordo com os indícios recolhidos pelo Ministério Público, o arguido pertence a uma claque de futebol e, no dia 27 de maio de 2020, ele e outros membros da mesma claque terão agredido violentamente um adepto de um clube rival em São João do Estoril.

A vítima sofreu pancadas na cabeça com um martelo e golpes de navalha num braço, no tórax (o qual perfurou um pulmão) e numa perna.

O arguido é igualmente suspeito de, na noite de noite de 4 de junho de 2020, integrar o grupo que, insatisfeito com o resultado de um jogo, atacou à pedrada o autocarro do Sport Lisboa e Benfica e, poucas horas depois, vandalizou a residência do então treinador do clube.

Realizado o interrogatório, o juiz de Instrução Criminal aplicou ao arguido a medida de coação de prisão preventiva.

As investigações, que prosseguem sob direção do Ministério Público do DIAP de Lisboa, encontram-se em segredo de justiça.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui