Atualidadecoronavírus

SIM alerta para falta de vacinas para profissionais de saúde

- publicidade -

O Sindicato Independente dos Médicos acusa o Governo de estar a fazer ‘propaganda’ e apela à proteção dos médicos e restantes profissionais de saúde e ‘à transparência e à seriedade’.

Segundo o SIM «faltam vacinas para profissionais de saúde», referindo que o Governo «omite que só cerca de um terço dos profissionais de saúde fizeram primeira dose da vacina nos grandes hospitais e centros de saúde».

tarot terapêutico

Num comunicado publicado no seu site, o SIM indica que «menos de um quinto dos profissionais de saúde fizeram a primeira dose nas Forças Armadas; na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Cruz Vermelha, misericórdias de todo o país e SAMS não há data prevista e nos hospitais e consultórios privados não há data prevista».

Além disso, acusa o Governo de se «esquecer de milhares de prestadores de serviço, trabalhadores de limpeza, seguranças, médicos e enfermeiros que não sendo formalmente do SNS estão altamente expostos».

O SIM considera «inadmissível que, numa altura em que em vários dias se ultrapassam os 10.000 casos diários, os profissionais de saúde continuem a ser colocados em risco desnecessário já que trabalham na linha da frente por todo o país» e apela «publicamente para que os profissionais de saúde não sejam discriminados».

O Sindicato pretende também que o Ministério da Saúde realize a publicação do número de vacinas por locais e «a previsão, ainda que aproximada, de quando se irá completar a vacinação prioritária dos profissionais de saúde por hospitais e centros de saúde».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui