Opinião

Setúbal tem mais de 4000 mil desempregados inscritos no IEFP

Uma crónica de Carina Deus.

- publicidade -

É de facto triste ver uma cidade tão bonita, mas com uma enorme fragilidade econômica e social, derivado a má gestão da autarquia que durante toda a sua estadia em Setúbal, apenas se preocupou em decorar a cidade e apontar a seta para o turismo, prometendo investimentos hoteleiros, marinas e muitas coisas que até hoje não foram feitas, esquecendo-se de tudo o resto.

Hoje estamos a pagar por isso, segundo o relatório de estatísticas do IEFP, temos 4910 desempregados no mês de Maio de 2021 uma vez que os relatórios dos meses seguintes ainda não estão disponíveis, de facto é um número baixo tendo em conta que temos 90 mil habitantes, mas não se iludam pois em, Fevereiro de 2021 eram quase 7.000 mil desempregados e está leve descida de desemprego é apenas porque a restauração / Hotelaria voltou a contratar, mas de forma precária e com ordenados decadentes, não esquecendo que a maioria dos desempregados, tiveram de migrar de concelho para arranjar trabalho mesmo na hotelaria, pois a oferta de trabalho é praticamente nula em Setúbal.

O que fez a autarquia? promoveu a cidade fora do país, prometeu projetos que nunca foram construídos em Setúbal, dizia que ia ser a Nova Sintra, e consequentemente cria uma inflação no mercado imobiliário, e hoje temos um T2 num prédio, com 60 anos para arrendamento por 600€ que é o que um setubalense em média ganha, no entanto a autarquia em tempos de pandemia, não foi capaz de segurar as empresas que fecharam, talvez se o dinheiro que se gastou nos embelezamentos desta cidade, fosse canalizados para ajudar a manter estas empresas, neste período pandêmico, talvez hoje essas famílias não se encontravam em insolvências, e as empresas continuavam abertas, dando postos de trabalhos mesmo pequenas que fossem.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo