Setúbal é «palco de teatro» em Agosto

A 21.ª edição do Festival de Teatro de Setúbal, promovido pelo Teatro Estúdio Fontenova, vai decorrer de 22 de Agosto a 1 de Setembro e foi esta tarde apresentado na Casa da Baía.

0
260
José Maria Dias, Maria das Dores Meira e Patrícia Paixão
Tempo de Leitura: 2 minutos

A 21.ª edição do Festival de Teatro de Setúbal, promovido pelo Teatro Estúdio Fontenova, vai decorrer de 22 de Agosto a 1 de Setembro, este ano com a novidade da abertura decorrer no Convento de Alferrara, São Paulo.

Também este ano o Festival vai contar com três companhias estrageiras, duas estreias, o maior encontro de mimos, (dia 2 de Agosto a partir das 19h00), 15 espetáculos na Secção Oficial, 8 da secção Mais Festa — A Concurso e 7 da Secção Mais Festa — Extra Concurso, e ainda a elaboração de 21 pequenos vídeos com as memórias do público, na celebração do 21.º aniversário.

“Este ano prestamos homenagem à maioridade completa e também ao nosso passado” referiu José Maria Dias, da organização do evento, agradecendo também “à Escola Secundária Sebastião da Gama, à Câmara Municipal de Setúbal, aos patrocinadores, aos actores e actrizes e respectivas companhias que ao longo dos anos nos têm acompanhado e claro, ao público, que a cada ano tem vindo a engrossar fileiras.

Este Festival tem uma identidade e um objectivo do qual fazemos questão de não nos desviarmos e ao mesmo tempo, reflectirmos a cidade em que nos inserimos.”

O organizador apresentou depois aspectos do Festival, como o passe «Festa do Teatro», introduzido na edição anterior e que proporciona descontos, bem como a criação do «Clube Amigos do TEF», “que proporciona descontos no Festival e ao longo do ano, perante o pagamento de uma quota anual”.

Patrícia Paixão destacou depois alguns aspectos do programa e também “a preocupação com a sustentabilidade ambiental e económica em que todos temos de pensar, e por isso, tendo em conta o desperdício de plástico que verificámos nas edições do Festival, e não só, decidimos criar uma garrafa especial para o público e equipa, bem como dispensadores de água para que estas possam ser enchidas. Também os identificadores dos colaboradores vão ser pensados com materiais descartáveis que podem vir a ser utilizados de outras formas.”

Do programa, destaque para uma estreia do TEF com «Lugar de Túbal», que este ano termina o ciclo iniciado no ano passado com a narrativa sobre a história de Setúbal em `videomapping` e música ao vivo.

A presidente da Câmara Municipal, Maria das Dores Meira cumprimentou “o trabalho que o TEF tem vindo a fazer ao longo dos anos, dentro das melhores tradições sadinas ligadas ao teatro, e o melhor resultado do Festival é o resultado do trabalho de décadas de actores e actrizes na cidade”, relembrando também “que em 1975 vieram para cá actores para criar a descentralização cultural e aqui ensinaram a muitos dos que hoje são grandes nomes do teatro, e do qual o TEF é herdeiro, mas também protagonista actual do nosso desenvolvimento cultural. E o teatro tem vindo a ganhar espaço no concelho, também com o apoio financeiro da autarquia, financeiros e com a criação de novos espaços para as artes performativas.”

A edil referiu depois o apoio prestado pelo município ao Festival “no valor de 36 mil euros, mas a que se junta todo o aspecto logístico, do som à montagem de palcos e espaços”.

Em jeito de novo agradecimento, Maria das Dores Meira frisou que “o TEF tem sido um parceiro fundamental que nos traz o melhor do teatro, e ao mesmo tempo, a maior vitalidade dos nossos agentes culturais, e é deste que nasce este grande evento que teremos em Agosto.”

Programa completo em www.teatroestudiofontenova.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome