AlmadaCorreio do Leitor

Ser Almadense

publicidade

Ligada a esta terra onde nasci com muito orgulho, jamais me revi viver fora dela pela paixão a este concelho.

É inigualável a beleza do nosso Rio ele me viu crescer, ainda hoje me acompanha diariamente, um dos melhores Prazeres é sentir a brisa do rio, o cheiro a maresia pela manhã  o Sol a pôr se, sem dúvidas uma beleza única que quem ama o rio consegue aquela paz diária. Nasci na freguesia de Cacilhas onde este rio que acompanha centenas de pessoas, avistando a capital, os seus Cacilheiros navegando sem parar, tantas viagens, tantas histórias, a cada dia o Tejo é único. Lembro-me dos golfinhos a saltarem imagem que recordo.

A Lisnave continua a ser recordada, a Parry, os vinhos da Arealva.

Os passeios pelo famoso Ginjal que hoje são uma atração turística.

Almada é uma cidade com identidade própria, a cultura e desporto e do movimento associativo têm levado a cidade reconhecida internacionalmente.

Recordo os cinemas das emblemáticos da cidade, a Academia e Incrível Almadense os bailes do Ginásio Clube do Sul entre outros, estes são os de referência à minha infância e juventude.

Almada tem grandes atletas invoco a Telma Monteiro, mas muitos e muitos outros a nível atletismo, judo, futebol andebol etc, levaria horas a referenciar.

Neste Concelho temos a bela caldeirada e as famosas amêijoas à bulhão pato.

Almada tem o famoso Cante Alentejano trazido pela grande comunidade que aqui se instalou vindos de todo Alentejo.

O mais belo Pôr do Sol pode ser visto na Casa da Cerca ou olhando o Oceano na Costa da Caparica, mar límpido, tantas vezes revolto mas que transmite tanta paz.

Temos os Belos jardins do Solar dos Zagalos, o emblemático Convento dos Capuchos onde a a sua paisagem é deslumbrante.

A minha cidade é linda, o meu concelho também tem carências como todas as cidades. Sonho com uma terra onde as barracas dêm lugar a casas e jardins para que todos possam ter uma vida digna, haver emprego para que os Almadenses possam trabalhar sem sair do Concelho.

Almada é minha mas também é de muitos e muitos, cidade de todos e para todos.

Sonhar com uma cidade sem carências e mais evoluída é o desejo de quem ama de alma e coração a cidade e o Concelho.

Conceição Lopes

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui