Parceiros
Seixal

SEIXAL – Realojamento de Vale de Chícharos assinalado com cerimónia simbólica

O Primeiro-ministro António Costa esteve presente esta manhã numa cerimónia simbólica de entrega de chaves das novas casas aos moradores de Vale de Chícharos, na freguesia de Amora, no âmbito do processo de realojamento.

Na cerimónia foi entregue uma chave a Plácida Conceição, em representação dos moradores, e esta contou com as presenças do ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, da secretária de Estado da Habitação, Ana Pinho, elementos do IRHU – Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, e vários autarcas.

O presidente da Câmara Municipal, Joaquim Santos, agradeceu “a todos os trabalharam de forma árdua para conseguir dar seguimento a um processo que se iniciou há um ano atrás, e que poucos pensavam ser possível, mas que se mostrou ser uma excelente solução até para resolver os problemas a este nível em todo o país”.

O edil desejou também “que todo este esforço e investimento não seja desaproveitado. Espero que comecem agora uma nova vida, e com o vosso exemplo deem também uma ajuda para que este modelo se disperse pelo país, acabando com a segregação dos bairros sociais, e que o Natal de 2018 fique marcado na vossa memória.”

Os agradecimentos estenderam-se aos “trabalhadores da Câmara Municipal, mais uma vez com uma demonstração de elevado profissionalismo, e à Santa Casa da Misericórdia, à Criar-T, Cruz Vermelha e PSP”.

Por último Joaquim Santos agradeceu ao Governo, embora salientando os problemas de realojamento que o concelho enfrenta, “porque todos os anos chegam à Câmara Municipal centenas de pedidos de ajuda, mas deparamo-nos com a falta de resposta do IHRU” frisando que “no concelho temos ainda 450 famílias sem habitação condigna. Esperamos que este protocolo que prevê o realojamento de Vale de Chícharos, seja cumprido, e estamos já a preparar uma nova proposta para o realojamento das 150 famílias de Santa Marta de Corroios”.

Lamentando que “o peso destes realojamentos esteja incida mais sobre as autarquias, quando devia ser sobre o Governo a quem cabe essa responsabilidade”, Joaquim Santos não deixou de criticar o chumbo do Orçamento Municipal por parte da oposição “inviabilizando a verba prevista para os processos de realojamento e obrigando-nos a procurar outras soluções” e a solicitar o apoio do Governo para outros projectos, “como a mobilidade, os cinco pavilhões desportivos que falta, o hospital no Seixal e a nova esquadra da PSP”.

Um filme, um bairro degradado,
um protocolo

O ministro João Matos Fernandes relembrou o início do processo que levou ao protocolo de realojamento assinado entre o Governo e a Câmara Municipal do Seixal, “quando recebi um sms de António Costa que me dizia para ir ver o filme ‘S. Jorge’, de Marco Martins, no qual é mostrado o Bairro da Jamaica.

Da parte do Governo, tudo faremos para que daqui a cinco anos, este bairro não passe de uma memória cinematográfica daquilo que não queremos para este país, e que será uma tarefa de grande dimensão, pelo que a todos agradeço pelo esforço, desde Ana Pinho até ao presidente da Câmara Municipal, porque só com pessoas desta fibra se pôde levar o projecto adiante.”

O governante fez depois um balanço dos problemas de habitação que o país tem enfrentado e frisou que “hoje mesmo vai a votação na Assembleia da República o projecto de ‘Habitação Acessível’, que esperamos possa vir a resolver vários problemas de habitação”.

António Costa relembrou o facto de “a 6 de Março de 2017 ter assistido ao filme ‘S. Jorge’ e o que vi do bairro da Jamaica deixou-me surpreendido e chocado. Numa visita que fiz mais tarde ao Alfeite, decidi ir ver o bairro e verifiquei que a realidade era ainda mais dramática que o filme. Fiquei perplexo por verificar que todos estes anos após o 25 de Abril e vinte anos após os programas de erradicação de barracas, ainda existisse algo assim. Enviei então o sms ao ministro do Ambiente para procurarmos uma solução.

Hoje estamos aqui no final da primeira fase de realojamento, e espero hoje também que a Assembleia da República aprove o projecto ‘Habitação Acessível’, porque é inadmissível que este país não tenha dado atenção ao primeiro direito da nossa Constituição.”

António Costa elogiou ainda “a metodologia da Câmara Municipal do Seixal e da Santa Casa da Misericórdia, que demostraram um bom exemplo de como se pode responder a esta questão, evitando guetos e promovendo a integração.”

Seguiu-se uma visita à Torre 10 onde se realizam os trabalhos de demolição e a um dos imóveis para realojamento das famílias da Torre 10.



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carreguem em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.