Atualidade

Santuário de Fátima subiu nas redes sociais mas teve quebras nos donativos

- publicidade -

O reitor do Santuário de Fátima apresentou um balanço do ano de 2020, no qual o Santuário procurou novas forma de chegar aos fiéis, mas registou também uma quebra na ordem dos 50% nos donativos, devido à perda de peregrinos.

«Fátima esteve quase três meses sem peregrinos, de 14 de março a 30 de maio. Celebrou a Quaresma, a Semana Santa e a Páscoa sem a presença de fiéis».

E as contas continuam: «Entre janeiro e 13 de março, dia em que foram suspensas as celebrações com a presença de peregrinos, o Santuário registou a presença de 341.537 peregrinos participantes, em 1450 celebrações.

Abril foi o pior mês na história do Santuário com 444 participantes nas 119 celebrações sem assembleia, que apenas contaram com os intervenientes na liturgia: leitores, cantores e acólitos, número total de participantes.

Entre 30 de maio e 30 de setembro 851.985 peregrinos participaram nas 1.788 celebrações na Cova da Iria. Só em agosto, de longe o mês com mais peregrinos em 2020, participaram nas 448 celebrações 383.293 peregrinos, quase todos portugueses ou da diáspora portuguesa.»

Padre Carlos Cabecinhas apresentou estes resultados na mensagem deixada num vídeo que assinala o 43.º Encontro de Hoteleiros, agendado para esta quinta-feira mas que não se realizou devido ao estado de emergência.

«Foi preciso procurar caminhos de contacto com os peregrinos, impossibilitados de visitar o Santuário» referiu o responsável, apontando depois que «1.403.197 peregrinos conseguiram participar presencialmente em 4.384 celebrações».

A aposta para se aproximar dos fiéis passou pelos dois canais digitais- Facebook e Youtube. «E a adesão, em todo o mundo, não poderia ser mais interpeladora: o facebook tem 1.247.822 seguidores (mais 247.822 que no início da pandemia) e no youtube, canal onde se registou a subida mais significativa, seguem-nos 192 mil subscritores (mais 127 mil que no início do ano de 2020).»

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui