Risco máximo de incêndio em 11 concelhos do interior e Algarve

Onze concelhos do interior do país e do Algarve estão hoje em risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

0
86
Ylvers / Pixabay
Tempo de Leitura: 1 minuto

O IPMA colocou em risco máximo os concelhos de Torre de Moncorvo (Bragança), Figueira de Castelo Rodrigo e Sabugal (Guarda), Penamacor (Castelo Branco), Gavião (Portalegre), Sardoal (Santarém) e os municípios algarvios de Alcoutim, Castro Marim, Tavira, Faro e Loulé, todos do distrito de Faro.

Em risco muito elevado de incêndio estão outros cerca de 40 concelhos do interior Norte, Centro, Alentejo e Algarve.

De acordo com o IPMA, estão ainda em risco elevado mais de uma centena de outros municípios do interior Norte e do Centro e Sul do país.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de “reduzido” a “máximo”, sendo o “elevado” o terceiro nível mais grave.

Os cálculos para este risco são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado, vento moderado a forte e com rajadas no litoral oeste e terras altas e uma pequena subida da temperatura máxima na região Norte e no interior Centro.

As temperaturas mínimas no continente vão oscilar entre os 09 graus Celsius (em Bragança, Braga e Guarda) e os 15 (em Faro e Santarém) e as máximas entre os 21 (Aveiro e Sagres) e os 30 graus (Faro e Évora).

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome