PSP encerra esquadra por falta de pessoal

Sindicato da PSP denuncia encerramento de esquadras devido aos agentes terem sido desviados para a condução de camiões-cisterna por causa da greve

0
503
DIÁRIO IMAGEM
Tempo de Leitura: 1 minuto

A denúncia parte da Associação Sindical dos Profissionais de Polícia (ASPP/PSP), que adianta esta quinta-feira, que são várias as esquadras da PSP que estão a ser encerradas por falta de agentes que estão a fazer trabalho de motorista na greve.

Paulo Rodrigues, presidente da Associação Sindical dos Profissionais de Polícia, disse hoje à TSF que “Algumas esquadras, em alguns períodos do dia, encerram por falta de efetivos”, o dirigente disse ainda que esse encerramento está a acontecer na zona Sul e também na zona Norte, tudo devido ao Governo ter decretado requisição civil e de ter ordenado a colocação de agentes da PSP, GNR e militares do Exército a conduzir pesados de matérias perigosas.

Ermesinde ou Alhandra são dois desses exemplos, onde as esquadras da PSP estão a ser encerradas durante parte do dia por falta de agentes da PSP, profissionais que foram desviados para conduzirem os camiões-cisterna. Para além dessa requisição civil, também existem agentes que estão a fazer escolta aos pesados.

Paulo Rodrigues, adianta ainda que os agentes vão receber como se tivessem a fazer 36 horas semanais de serviço, mas que na realidade estão a fazer 70 horas por semana.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome