AtualidadePolíticaSeixal

PSD Seixal: «Festa do Avante! marcará falhanço do Estado de Direito Democrático»

Em nota de imprensa, o PSD Seixal divulga a tomada de posição apresentada esta segunda-feira na Assembleia Municipal do Seixal, sobre a realização da Festa do Avante!.

publicidade

Em nota de imprensa, o PSD Seixal divulga a tomada de posição apresentada esta segunda-feira na Assembleia Municipal do Seixal, sobre a realização da Festa do Avante!.

«O Partido Social Democrata já aqui se pronunciou nesta Assembleia, manifestando o seu repúdio contra a realização da edição deste ano da festa do avante» refere a nota.

«Voltamos hoje ao tema, primeiro porque não temos nenhum receio ou constrangimento de afirmar as nossas posições, e segundo porque ao contrário do Governo para nós não há excepções ou tratamentos preferenciais,

Para nós, não há e passe a expressão, “vacas sagradas” ou neste caso “festas sagradas”.

Posto isto, dizemos em alto e bom som, que a realização desta edição da Festa do Avante constitui um verdadeiro e incompreensível escândalo, assente na teimosia de um partido, que tem, como já se viu, a pretensão de estar acima de todos, quer do ponto de vista legal, quer do ponto de vista moral.

Não temos dúvidas, que a edição deste ano da Festa do Avante fará história na medida em que esta vai marcar de forma definitiva, aquele que é, o absoluto falhanço do Estado de Direito Democrático e a sua mais completa decadência.»

A nota do PSD Seixal acusa ainda o PCP de ter sempre adoptado «uma postura de vitimização, refugia-se no palavreado habitual: “Os trabalhadores e o povo precisam desta festa do avante”. Afirma ainda o PCP que não aceita “a descriminação em relação a outras iniciativas.”

No entanto, é caso para se perguntar, que outras iniciativas? Que iniciativas têm reunido no mesmo espaço, 33.000 mil pessoas por dia? Como se sabe, nenhumas, zero.

De resto, está ainda em vigor a norma que impede os ajuntamentos de mais de 10 pessoas em Lisboa e Vale do Tejo, bem como estão ainda em vigor várias restrições à liberdade de acção das pessoas.»

As críticas dos social-democratas seixalenses estendem-se também ao PS e ao Governo que «numa atitude de profunda hipocrisia, a que não escapa a DGS (Rainha das contradições) lavam as mãos, como Pôncio Pilatos e afirmam que seria inconstitucional proibir a festa.

Inconstitucional… o mesmo Governo que tem legislado com afinco sobre tudo o que é controlo e restrição, sobre tudo o que é, e representa a liberdade e as garantias mais básicas das pessoas, afirma agora, angelicamente e assobiando para o lado, que a festa é uma iniciativa política e como tal não pode ser proibida.

Se fica claro que o Governo se ajoelhou ao PCP, parceiro essencial na aprovação dos seus orçamentos e das suas políticas, já o PCP movido a superioridade moral e apenas com respeito pela sua própria cartilha, nada o demove, não hesitam sequer em ameaçar, insultar, os que contra a edição da festa se têm pronunciado, impondo à força a sua vontade e a ditadura de opinião.»

Por fim as criticas visam o executivo camarário do concelho do Seixal, onde se realiza a Festa do Avante!, que «tem desde o início dependido milhões de euros para o Seixal estar, como dizem, na “linha da frente” e na “luta contra a pandemia”.

Como é do conhecimento geral este executivo adoptou e ainda adopta, medidas de forte restrição da liberdade dos seus munícipes.

Esses mesmos munícipes, que assistem agora boquiabertos à insistência na realização desta festa, alguns deles, proprietários de espaços comerciais, já anunciaram, o seu encerramento durante os três dias da festa, por receio de não conseguirem controlar os aglomerados e de não conseguirem fazer respeitar as normas de saúde pública.»

O PSD Seixal afirma «nada ter contra a Festa do Avante, queremos apenas sublinhar nas vésperas da sua realização, que somos frontalmente contra esta edição da festa, uma vez que não admitimos que num Estado de Direito, haja regimes excepcionais, dependendo se somos este, ou aquele partido, se aprovamos ou deixamos de aprovar, este ou aquele orçamento.»

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui