DestaqueMontijo

PSD condena “episódio lamentável” e “atos de censura” de Nuno Canta em reuniões de Câmara

- publicidade -

A Distrital de Setúbal do PSD comentou o polémico episódio da ultima reunião de Câmara do Montijo, entre o presidente Nuno Canta e o vereador do PSD, João Afonso.

“A Comissão Política Distrital do PSD de Setúbal condena a atitude autoritária do presidente socialista da Câmara Municipal do Montijo, em querer calar à força o vereador social-democrata, durante a reunião de câmara, ocorrida no passado dia 9 de junho e manifesta total solidariedade e apoio ao vereador do PSD, João Afonso.

Este é mais um episódio lamentável que envolve o presidente da autarquia. Já depois de ter ordenado a abertura da correspondência recebida pelo vereador do PSD, o que motivou uma queixa-crime, o autarca do PS continua a querer silenciar o vereador João Afonso de todas as maneiras”, pode ler-se na nota de imprensa enviada ao Diário do Distrito.

A distrital do PSD refere que “na ausência de transmissão online das reuniões de câmara, nunca autorizadas pela maioria socialista, o vereador do PSD/CDS tem gravado única e exclusivamente as suas próprias intervenções para posterior difusão nas redes sociais. É seu entender que no exercício do seu cargo, a transparência e a informação aos munícipes são imperativos dos quais não prescinde”.

Os social-democratas consideram que “a atitude do presidente da Câmara ao chamar a PSP, não foi mais que uma atitude para calar o nosso vereador, pois não conseguiu até à data fundamentar a sua decisão, nem no regimento nem em qualquer legislação.

Este tipo de atos exercidos pelo PS, merecem ser condenados veementemente, pois são totalmente desproporcionais e descontextualizados com o estado de direito e com a liberdade de expressão. A Comissão Política Distrital do PSD exorta ainda Federação Distrital de Setúbal do PS a demarcar-se dos atos de censura do Presidente da Câmara Municipal do Montijo, pois não o fazendo está a ser conivente com atitudes que envergonham a democracia e o poder local democrático”.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui