AtualidadeJustiçaSeixal

Prisão preventiva e TIR para detidos por plantação de cannabis no Seixal

publicidade

O Ministério Público apresentou a primeiro interrogatório judicial no Tribunal Judicial do Seixal três detidos suspeitos da prática, em coautoria, do crime de tráfico de estupefacientes.

De acordo com os indícios recolhidos, segundo refere a nota do MP, os arguidos, em execução de um plano previamente delineado e aceite por todos, dedicavam-se à plantação e cultivo de canábis em quantidades substanciais.

Foi, ainda, imputado ao arguido principal a prática de um crime de detenção de arma proibida.

Na sequência dos interrogatórios, o Tribunal decidiu aplicar a um dos arguidos a medida de coação de prisão preventiva.

Os restantes dois ficaram sujeitos, além do termo de identidade e residência, às medidas de apresentação semanal, proibição de contactos e proibição de se ausentar do território nacional.

A investigação prossegue sob direção do Ministério Público do DIAP da Procuradoria da Comarca de Lisboa, 2º secção do Seixal, com a coadjuvação da Polícia Judiciária.

O inquérito encontra-se em segredo de justiça.

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui