Prisão efectiva, penas suspensas e absolvição aos arguidos das agressões em Alcochete

Teve lugar esta manhã a leitura do acórdão do processo da invasão à academia do Sporting, em Alcochete, com 44 arguidos

publicidadeGearbest Alfawise V8S Max UV Sterilization + Disinfectant Disinfection Wet and Dry Robot Vacuum Cleaner promotion
Tempo de Leitura: < 1 minuto

Teve lugar esta manhã a leitura do acórdão do processo da invasão à academia do Sporting, em Alcochete, com 44 arguidos, incluindo o ex-presidente do clube Bruno de Carvalho, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, por questões de segurança e logística, uma vez que o julgamento pertence ao Tribunal de Almada.

No total o tribunal atribuiu três absolvições, cinco condenações a prisão e 36 penas suspensas de 4 anos e meio. Não se provam os crimes de sequestro nem de terrorismo.

Dos 44 arguidos, três foram absolvidos de todos os crimes (Bruno de Carvalho, Mustafá e Bruno Jacinco), cinco foram condenados a cinco anos de prisão efectiva e os restantes 36 condenados a penas suspensas e trabalhos comunitários

Bruno de Carvalho e Bruno Jacinto foram absolvidos de todas as acusações, e não ficou provada a participação de Mustafá e Bruno Jacinto no ataque, nem a autoria moral do ataque.

O arguido Celso foi absolvido da acusação de detenção de arma proibida.

Relativamente às condenações, Elton Camará foi condenado a cinco anos de prisão, sendo que este já tem 17 condenações criminais no passado.

Elton Camara, Nuno Torres e Fernando Mendes foram condenados a cinco anos de prisão efetiva.

Ruben Marques, agressor de Jesus, Bas Dost e Misic, ficou com pena suspensa de quatro anos e dez meses (em cúmulo jurídico) e 200 horas de trabalho comunitário, por ter admitido parcialmente os factos, incluindo os mais gravosos, incluindo algumas das agressões e atendendo a idade de 21 anos, e à conduta que demonstrou ao tribunal.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome