AlmadaDistritoNacionalSeixalSetúbal

Primeiro troço do MTS foi inaugurado há 12 anos

- publicidade -

No 1 de Maio de 2007 foi aberto ao público o primeiro troço do MTS e a rede actual está em funcionamento desde finais de 2008. O troço entre Corroios e Cova da Piedade foi inaugurado em 30 de Abril de 2007 entrando ao serviço da população em 1 de Maio.

O Metro Sul do Tejo (mais conhecido por MST), é um sistema de transportes públicos fornecido através do denominado metro ligeiro de superfície, nos concelhos de Almada e Seixal, em Portugal, com expansão projectada para os concelhos vizinhos de Barreiro e Moita. O sistema de transporte, em 2015, custou 125,5 milhões de euros desde 2005 e traz encargos anuais para os contribuintes de 8 milhões de euros.

Os primeiros planos para uma ligação ferroviária circular na margem sul da foz do Tejo, interceptando rotas (fluviais e ferroviárias) oriundas da capital, datam da década de 1930, mas teve vida breve e o ramal do Seixal foi desactivado e demolido em 1970.

O projecto original é o que está ainda em vigor, com algumas alterações de pormenor no traçado, mas o calendário de obras e inaugurações foi sucessivamente adiado.

A rede actual, com três linhas constam do traçado proposto em 1995, e que estava previsto iniciar-se entre 1997-1999 no eixo Barreiro-Almada-Pragal, mas a obra só viria a arrancar finalmente apenas em 2002, após novo protocolo assinado em 1999.

A empresa que ganhou o concurso internacional para exploração do MST por 30 anos foi a Sociedade Concessionária MTS – Metro, Transportes do Sul, SA, cujo principal accionista é o Grupo Barraqueiro/Arriva (que controla também os comboios Fertagus).

A 15 de Dezembro de 2007 foi inaugurado o troço entre Cova da Piedade e Universidade e em 26 de Novembro de 2008, foi inaugurado ao público o troço até Cacilhas.

As 2.ª e 3.ª fases de construção, que preveem o alargamento pelo concelho do Seixal e a ligação aos da Moita (na Baixa da Banheira) e do Barreiro, mantém-se previstas mas suspensas desde 2008.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo