DestaqueDistrito Setúbal

Preço das casas no distrito de Setúbal subiu 10,4% no último ano

- publicidade -

Um estudo do Idealista revela hoje que os preços das casas em Portugal subiram 7,4% num ano (considerando junho de 2021 e o mesmo mês em 2020), com o distrito de Setúbal a registar uma subida de 10,4%, a quinta maior do país.

Segundo a nota enviada ao Diário do Distrito, “no final do mês de junho de 2021, comprar casa tinha um custo de 2.224 euros por metro quadrado (euros/m2). Já em relação à variação trimestral, a subida foi de 2%”. Na região Autónoma da Madeira registou-se “a maior subida dos preços (14,2%), seguida pelo Centro (10,5%) e pelo Norte (8%). Seguem-se o Algarve (5,5%), a Região Metropolitana de Lisboa (4,9%) e o Alentejo (1,5%)”.

Mas é a Área Metropolitana de Lisboa, com 3.145 euros/m2, que continua a ser a região mais cara do país, seguida pelo Algarve (2.421 euros/m2), Norte (1.906 euros/m2) e Região Autónoma da Madeira (1.777 euros/m2).

A nível dos distritos, a maior subida teve lugar em Aveiro (14,7%), seguindo-se a Ilha da Madeira (14,3%), Vila Real (12,2%), Braga (11,7%), Setúbal e Coimbra (10,4% em ambas as cidades). “Em sentido contrário, desceram na Ilha de São Miguel (-7,1%), Ilha do Pico (-5,9%), Portalegre (-5,9%) e Bragança (-0,2%)”.

Os preços das casas aumentaram em 18 capitais de distrito, com Vila Real (30,4%), Aveiro (18,5%) e Viseu (16,9%) a liderarem a lista. Seguem-se Setúbal (15,3%), Coimbra (12,5%), Guarda (11,6%), Braga (10,3%), Funchal (8%), Castelo Branco (7,9%), Santarém (6,2%), Leiria (5,8%) e Porto (5,6%). Já em Faro a subida foi de 5,2% e em Lisboa de 3,5%”, pode ler-se.

Lisboa continua a ser a cidade onde é mais caro comprar casa: 4.829 euros/m2.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo