Política

PPM manifesta pesar pelo falecimento do Ten. Cor. Marcelino da Mata

- publicidade -

Em comunicado, o PPM vem por este meio manifestar o seu pesar pelo falecimento do Tenente-Coronel Marcelino da Mata.

«Com o desaparecimento daquele que era o militar mais condecorado do Exército Português, extingue-se um símbolo de Portugal, cujos vestígios da História Passada estão cada vez mais apagados» refere a nota.

«Marcelino da Mata não nos evoca o saudosismo, mas sim um Portugal multicultural, que parece cada vez mais esquecido nos dias de hoje é que deveria merecer uma séria reflexão nacional.

Como guineense, Marcelino da Mata combateu pela defesa de um Portugal unido, onde não havia diferenças de cor de pele, mas sim de políticas e ideais.

Recusando a entrega de uma parte da Nação Portuguesa aos grandes interesses Internacionais que jogavam no cenário da Guerra Fria, Marcelino da Mata cumpriu com brio a missão militar até que se atingisse a capacidade para uma solução política.

Com o 25 de Abril, Marcelino da Mata acreditou que as soluções políticas iriam aparecer, mas em vez disso conheceu em Portugal Continental a tortura e o desprezo que nunca antes o atingira em África.

Portugal deve muito a pessoas como Marcelino da Mata, pois estes são os últimos guerrilheiros portugueses que descendem da linhagem iniciada com a expansão territorial marítima do Século XIV.»


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo