Porto

Porto | “Pedras parideiras” de Arouca classificadas como Monumento Natural Local

A formação geológica de Arouca, conhecida como “Pedras Parideiras”, foi classificada como Monumento Natural Local, segundo um aviso publicado em Diário da República (DR), em reconhecimento das características únicas que esse geossítio apresenta a nível mundial

- publicidade -

O afloramento das “Pedras Parideiras” tem sido ainda mais valorizado desde 2009, quando foi classificado como geossítio do Arouca Geopark e, passou a integrar a Rede Europeia e Global de Geoparques, sob a tutela da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura).

“A grande vantagem da classificação pelo Decreto-Lei 142/2008 é que agora temos uma proteção legal do sítio e não apenas um reconhecimento científico e educativo da sua singularidade. Materializamos assim a recomendação que emana dos estatutos do Programa Internacional de Geociências e Geoparques da UNESCO, que define que cabe a cada estado-membro garantir a classificação legal do património natural que integre esse programa”, realça Margarida Belém, presidente do Município de Arouca.

Além disso, a classificação como Monumento Natural Local significa que o referido património pode agora ser objeto do processo mediante o qual “passará a ser reconhecido pelo Instituto de Conservação da Natureza e Florestas e a integrar a Rede Nacional de Áreas Protegidas”, de acordo com um regulamento próprio ainda a redigir.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *