AtualidadeJustiça

PJ deteve suspeito de atear três incêndios numa tarde

- publicidade -

A Polícia Judiciária deteve um homem fortemente indiciado pela prática de três crimes de incêndio florestal, ocorridos na freguesia de Ranhados, concelho de Mêda.

O Departamento de Investigação Criminal da Guarda da Polícia Judiciária, com a colaboração da GNR, destacamento de Pinhel, e em articulação com elementos do Grupo de Trabalho para a Redução de Ignições em Espaço Rural deteve, fora de flagrante delito, um homem com 45 anos de idade, suspeito da autoria de três crimes de incêndio florestal.

Os incêndios tiveram lugar no dia 28 de Julho, e foram deflagrados entre as 13h30 e as 16h45, na área da freguesia de Ranhados, concelho de Mêda.

O suspeito, aparentemente motivado por mero incendiarismo, terá ateado os incêndios recorrendo a chama direta, colocando fogo em pasto e mato, junto a estradas que percorreu com a sua viatura, «e dessa forma, consciente das altas temperaturas, da baixa humidade e do vento que se faziam sentir, colocou em grande perigo densas áreas florestais, bem como localidades habitacionais próximas» refere o comunicado da Polícia Judiciária.

Os incêndios só não tomaram maior dimensão devido à «rápida e eficaz intervenção dos meios de proteção civil, bombeiros e populares, no combate à progressão dos incêndios».

O detido vai ser presente às competentes autoridades judiciárias, para efeitos de primeiro interrogatório de arguido detido, e com vista à aplicação das necessárias e adequadas medidas de coação.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui