AtualidadeDesportoDestaqueNacional

Pinto da Costa diz “basta!”, critica arbitragem e Governo

- publicidade -

Jorge Nuno Pinto da Costa falou à comunicação social, no lugar de Sérgio Conceição na conferência de imprensa.

O presidente dos Dragões desejou as melhoras ao jogador do Sporting de Braga, David Carmo, que saiu lesionado da partida, transportado de ambulância.

Teceu várias críticas à arbitragem, falando de dualidade de critério, e criticou o Governo, dizendo que não pode apelar ao mesmo por não existir Teceu várias críticas à arbitragem, falando de dualidade de critério, e criticou o Governo, dizendo que não pode apelar ao mesmo por não existir Secretário de Estado do Desporto, cargo que é ocupado por João Paulo Rebelo.

Leia aqui o que disse o presidente do FC Porto:

Queria em relação às mensagens que todos nós estamos a receber, e que eu recebi muitas ainda com o jogo a decorrer, pedindo que a equipa abandonasse o terreno de jogo perante o que se estava a passar, eu quero pedir a todos os associados e adeptos do Futebol Clube do Porto que mantenham a serenidade porque ninguém nos verga. Não é desta forma como se tem vindo a acumular nestes últimos jogos em relação às arbitragens com o Futebol Clube do Porto que nos vão vergar. Não vão. E queria apenas falar em factos, não em intenções, lembrar o seguinte: o senhor Hugo Miguel , que foi o VAR de hoje, foi o VAR no jogo do FC Porto – Benfica com o mesmo árbitro precisamente que hoje apitou. Quando foi mostrado um amarelo ao Taremi, ele interveio para pedir um vermelho. Todas as agressões que houve nesse jogo e que temos mostrado e vamos continuar a mostrar já amanhã no Porto Canal, não chamou a atenção para nenhuma. Hoje voltou a chamar à atenção para um lance perfeitamente casual, lamentável, mas causal. Chamou à atenção. Não chamou à atenção para jogadas bem mais perigosas que hoje aconteceram aqui. E no jogo Sporting com o Sporting de Braga, na final da Taça da Liga, quando um jogador do Sporting atingiu a pontapé nas partes baixas um jogador do Sporting de Braga, e que levou o cartão amarelo, ele também não interveio. São muitos falhanços, demasiados falhanços para estarmos sempre a levar com este VAR. O que se passou hoje, vocês analisem. Analisem bem as jogadas de todo o encontro para verem a dualidade de critérios que houve, na expulsão de Uribe, toda a gente viu que, a vir para fora do terreno, não podia vir sozinho, mas ai ele não viu nem o VAR interveio. Agora, basta. Nós vamos dizer aqui solenemente, basta. Nós queremos paz no futebol, mas não provoquem mais e não brinquem mais com o esforço dos jogadores, dos treinadores e de todos os adeptos do Futebol Clube do Porto. Eu apelo à serenidade, mas volto a dizer: basta. Eu sei que neste país não temos Secretário de Estado do Desporto, não temos. Toda a gente sabe que não temos. Portanto, não posso apelar sequer ao Governo porque morreu, não foi enterrado, mas morreu. Desertou, portanto, não vale a pena fazer um apelo àquilo que não existe. Agora, deixo aqui um aviso: basta! Serenidade total. Ninguém nos vai vergar.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui