AtualidadeCovid-19Economia

Petição contra a abertura de creches e pré-escolar conta já com mais de mil assinaturas

- publicidade -

O Governo já anunciou que as creches e pré-escolar vão abrir em breve para receber as crianças para que os pais possam voltar à vida normal depois de dois meses de confinamento devido à covid-19.

As regras que a Direção Geral de Saúde (DGS) quer colocar nas creches e no pré-escolar, não agrada aos pais nem aos educadores, pois as crianças não podem partilhar brinquedos, terão que fazer refeições em grupos separados e as camas têm que estar afastadas dois metros.

Ana Maria, é uma das educadoras que está apreensiva com a reabertura rápida que o Governo quer fazer nas creches e até nos pré-escolares. Ao Diário do Distrito explicou que “repare, nós ao proibirmos uma criança de 3 ou 4 anos a não partilhar o seu brinquedo, essa criança vai estar a ser regida por um comportamento de egoísmo, regras essas que estávamos antes da pandemia a incutir na criança a que partilhasse os seus brinquedos. Depois temos outra coisa, os pais estão proibidos de entrar nas instalações, mas essas instalações são também suas, porque pagam um serviço e como vamos não permitir aos pais para que não entrem nas creches ou pré-escolas? Sabemos que as pessoas estão compreensivas, mas até certo ponto.”

Para Ana Maria será um processo complicado e depois os cuidados de higiene que já havia vão triplicar para o bem de todos, mas os aumentos de mensalidades também vão surgir.

Um grupo de pais colocou esta segunda-feira, uma petição onde querem que os Ministérios da Educação e Saúde revejam toda a situação das creches e pré-escolas e que os estabelecimentos só abram em setembro deste ano. Em poucos minutos a petição contava com mais de mil assinaturas.

A petição será depois encaminhada para os dois ministérios, pais e encarregados de educação.

[themoneytizer id=”61056-28″]

 


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *