AlmadaAtualidadeBarreiroJustiça

Pena suspensa por actos sexuais com enteada

publicidade

O Juízo Central Criminal de Almada condenou um arguido, de 40 anos, pela prática de seis crimes de atos sexuais com adolescentes na pena única de dois anos e dez meses, suspensa na sua execução.

Segundo o acórdão publicado pelo Ministério Público, o Tribunal deu como provado que o arguido abordou, por seis vezes, entre junho e setembro de 2018, a enteada, à data com 14 anos, apalpando-a por cima da roupa, ao mesmo tempo que a beijava.

A pena aplicada está em consonância com o que o Ministério Público alegou, em julgamento, ou seja, a aplicação de uma pena de prisão, mas a suspender na sua execução, com regime de prova e submissão a consultas de sexologia.

Foi ainda aplicada a pena acessória de proibição de exercer profissão, emprego, funções ou atividades públicas ou privadas, cujo exercício envolva contacto regular com menores, por um período de 5 anos.

A investigação esteve a cargo da Polícia Judiciária, sob a direção das secções do DIAP do MP do Barreiro.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui