BarreiroDestaqueDistrito Setúbal

Pena de 25 anos de prisão para homem que matou pais no Barreiro

publicidade

O Juízo Central Criminal de Almada condenou, esta quarta-feira, um arguido a 25 anos de prisão pela prática de dois crimes de homicídio qualificado e um de detenção de arma proibida.

O arguido, de 44 anos, foi ainda condenado à pena acessória de indignidade sucessória.

Os factos remontam a Abril de 2018, quando o homem desferiu dezenas de facadas a ambos os progenitores no interior da residência no Barreiro, com quem vivia, enquanto aqueles descansavam durante a madrugada.

As facadas foram desferidas com um punhal, na zona torácica e cervical, após o que, apossando-se da caderneta bancária dos progenitores, ainda na madrugada, levantou 300 euros que guardou para si, com vista a adquirir estupefaciente.

A intervenção policial deveu-se ao facto de os familiares ligarem para os falecidos, como era hábito, e ninguém atender o telefone, pelo que foi suscitada a entrada na habitação, onde foram encontrados os cadáveres e também o homicida.

O arguido encontra-se em prisão preventiva, assim se mantendo até ao trânsito em julgado do Acórdão.

A Investigação correu termos no DIAP/Barreiro com a coadjuvação da Polícia Judiciária através do Departamento de Investigação Criminal de Setúbal.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui