Parceiros
Açores

Pedro Nascimento defende que juntas de freguesias devem de ser consideradas a primeira linha do Estado

O Presidente da Câmara Municipal, Pedro Nascimento Cabral, afirmou hoje que “as freguesias valorizam o concelho a que pertencem e valorizam os Açores e Portugal, porque são o núcleo do exercício da democracia e, assim, a primeira linha do Estado”.

- publicidade -

As declarações foram proferidas durante a cerimónia de tomada de posse dos órgãos sociais da Delegação Regional dos Açores da ANAFRE (Associação Nacional das Freguesias), que decorreu no Centro Natália Correia, na Fajã de Baixo, e elegeu o presidente da Junta de Freguesia do Livramento, Manuel António Soares, como coordenador desta associação.

Pedro Nascimento Cabral felicitou os novos órgãos da ANAFRE, destacando que a instituição “assume um verdadeiro pendor democrático, que é marca identitária da sua nobre missão, que visa promover, defender e dignificar o Poder Local junto das populações e dos diversos órgãos de poder público, independentemente dos pressupostos partidários”.

“Como Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada sinto profunda honra em ser parte e contribuir para esta tão elevada missão de defesa e de serviço às populações”, acrescentou.
O Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada considera ser “um dever servir e apoiar, com equidade e justiça, cada uma das freguesias do concelho, focando-nos apenas naquilo que realmente interessa com vista ao necessário progresso social, económico e cultural para que se caminhe na desejada coesão social e territorial que tanto ambicionamos”.

O edil defendeu que o Estado, a Região e as Câmaras Municipais “têm que ter um olhar atento a cada uma das Juntas de Freguesia com sentido de apoiar, cooperar e reforçar as parcerias para aproximar em vez de afastar, para estimular o diálogo em vez da diferença, e para ajudar a resolver em vez de dificultar”.

Pedro Nascimento Cabral recordou que, este ano, a autarquia está a transferir cerca de dois milhões de euros para as 24 freguesias do concelho de Ponta Delgada, com o objetivo de “trabalhar na aproximação das decisões aos cidadãos, na promoção da coesão territorial e na melhoria da qualidade de serviços prestados às populações, com a racionalização dos recursos disponíveis”.

“As nossas freguesias são pontos de contacto fundamentais na resolução dos processos que motivam os anseios dos cidadãos. Por isto, tratamos todas de acordo com os princípios de justiça e de desenvolvimento harmonioso, que possibilitem a todos os cidadãos ter igual acesso às condições sociais, económicas e culturais”, acrescentou.

Destacou, entretanto, o facto desta cerimónia se realizar na Fajã de Baixo, uma freguesia “que tem evidenciado, ao longo dos anos, gente honrada, que pela sua inteligência, capacidade de trabalho e resiliência se tem destacado em vários domínios da nossa sociedade, elevando, por isso, a responsabilidade de estarmos à altura de ultrapassar os sucessivos desafios com que nos vamos deparando”.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário