EconomiaGrândolaPolíticaSetúbal

PCP repudia processo de despedimentos na LAUAK

- publicidade -

O Secretariado da Comissão Concelhia de Setúbal do PCP, repudia «veementemente o processo de despedimento colectivo na LAUAK e destaca a tenacidade e a coragem como os trabalhadores têm defendido os seus postos de trabalho», refere uma nota.

A LAUAK Aerostructures Setúbal é uma empresa ligada à manufactura de componentes para indústria aeronáutica, subsidiária da LAUAK, S.A.R.L., que está prestes a iniciar um processo de despedimento colectivo de 197 trabalhadores.

Entre os motivos alegados pela empresa para tal decisão, estão a retracção da actividade no sector da aviação civil por causa da crise epidemiológica covid-19, e as suas consequências nas encomendas da empresa.

Para o PCP «o recurso a esta opção da empresa não leva em conta a existência de outras medidas que podem e devem ser tomadas e que não coloquem em causa os postos de trabalho, os rendimentos e direitos dos trabalhadores», que relembra ainda o facto de a empresa «beneficiou de inúmeros apoios do Estado português para o seu desenvolvimento, nomeadamente em matéria de formação profissional, quer seja para os trabalhadores ligados à produção, quer para o seu corpo de quadros técnicos e engenheiros».

O PCP apresenta também uma apreciação sobre a evolução da empresa e os resultados por ela obtidos, que em 2015 registava um total de 1.961.802€ líquidos, e em 2018 estava em 4.176.225€ euros líquidos.

A 5 de Junho o Diário do Distrito solicitou esclarecimentos à empresa LAUAK sobre este processo de despedimentos, mas até ao momento não obtivemos qualquer resposta.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui