Palmela

Palmela não vai aumentar as tarifas da água

A Câmara Municipal de Palmela informou em comunicado que não vai aumentar as tarifas do serviço de abastecimento de água.

publicidade

A Câmara Municipal de Palmela informou em comunicado que não vai aumentar as tarifas do serviço de abastecimento de água.

Foram aprovado, por unanimidade, na reunião pública de 4 de novembro “as tarifas a aplicar aos serviços de águas de abastecimento, águas residuais e resíduos sólidos urbanos para 2021. Face ao atual contexto económico e social, este tarifário continua a contemplar preocupações sociais, considerando estes serviços como direitos universais essenciais à vida, fundamentais para a saúde pública e o bem-estar da população”.

O Município esclarece que “não aumentará as tarifas do serviço de abastecimento de água para os/as utilizadores/as domésticos/as e não domésticos/as, mantendo-se o valor em vigor. As tarifas relativas aos serviços de drenagem de águas residuais, resíduos urbanos e as taxas a reportar à Administração Central também não serão aumentadas, sendo apenas atualizadas em 0,8%, de acordo com a taxa de inflação estabelecida pelo Banco de Portugal e comunicada pela ERSAR”, pode ler-se na nota.

Além disso, “as tarifas dos serviços auxiliares relativos às águas de abastecimento, águas residuais e resíduos urbanos mantém o valor atualmente em vigor”.

A autarquia sublinhou ainda que “continua a investir na requalificação dos sistemas e no prolongamento e modernização das redes,  nomeadamente, mantendo e conservando da forma mais eficiente as infraestruturas, que representam, atualmente, cerca de 616 quilómetros de rede de abastecimento de água, 198 quilómetros de extensão de rede de saneamento (em baixa) e cerca de 3.100 contentores de deposição indiferenciada de resíduos, para além dos investimentos em curso na recolha de resíduos porta a porta”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui