Opinião

O direito de viver na sua comunidade natural

O direito de viver num meio ambiente saudável é um direito da personalidade. É uma proteção da vida e saúde de todas as pessoas e de cada uma.

publicidade

A pessoa tem paralelamente o direito de viver na sua comunidade natural, centrada na sua família.

A pessoa é um ser social : vive e só vive, com os outros, mas pelos outros e para os outros. Tem de viver pois em comunidade de entre-ajuda. Só na comunidade pode sobreviver, ser feliz e saudável.

Lendo muito recentemente o livro de um biólogo, este escrevia que o segredo de uma vida feliz é um casamento feliz.

Viver sozinho é  sofrimento, tristeza e morte. Viver fora da sua comunidade é sofrimento e angustia. Há alguns séculos, a punição que vinha logo a seguir à pena de morte era a deportação para uma terra estranha, deixando a família e a sua comunidade natural.

O viver em comunidade (saudável) é a outra face do meio ambiente saudável. Não é só a natureza que deve ser protegida.

Também os grupos humanos devem ser preservados e cuidados.

Em Portugal haverá centenas de milhar de pessoas a viver sozinhas (novecentas mil?).

Muitas delas serão idosos afastados das suas famílias. Num isolamento próximo da dor da morte. Lembremos que a prisão, sempre temporária, é punição através da subtração da pessoa à sua comunidade por algum tempo. Embora vivendo com outros. Os idosos sabem que esse isolamento pode ser perpétuo. Tanto mais que alguns (muitos?) não têm capacidade física de saírem do lugar onde vivem.

A sociedade e o Estado devem respeitar o direito de viver na comunidade natural, ajudando à integração na família. Mas também preservando as pequenas terras do interior, promovendo lá oportunidades de trabalho; preservando os bairros tradicionais nas cidades e vilas; assegurando habitação digna, de preferência a de sempre; e sobretudo promovendo uma vida ativa e saudável.

O meio ambiente tem duas faces. Um deles é “a felicidade somos Nós”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui