coronavírusNacional

Número de mortes em lares baixou 98% no último mês

A semana de 08 a 15 de março foi a que registou menos óbitos por covid-19 nos lares desde o início da pandemia, revelou hoje a ministra da Segurança Social.

- publicidade -

A semana de 08 a 15 de março foi a que registou menos óbitos por covid-19 nos lares desde o início da pandemia, revelou hoje a ministra da Segurança Social, sublinhando uma redução de 98% no último mês.

A ser ouvida na Comissão de Trabalho e Segurança Social, juntamente com a restante equipa ministerial, a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social aproveitou para “partilhar que esta semana [de 08 a 15 de março] foi a semana (…) [com] menos óbitos nos lares desde que a pandemia começou”.

De acordo com Ana Mendes Godinho, e citando dados comparativos internacionais sobre o número de óbitos na Estruturas Residenciais para Idosos (ERPI) face ao número de óbitos totais, Portugal “teve uma das taxas mais baixas da Europa”.

Houve “uma redução dos óbitos de 98% no último mês fruto desta mobilização de todos e fruto de programa de testagem”, disse a ministra, acrescentando que o número de surtos em lares baixou 75% no último mês.

Nesta matéria, a ministra adiantou que o programa de prevenção nos lares irá continuar com a testagem até ao final de junho, tendo já sido feitos 266 mil testes.

Já no que diz respeito à vacinação, no âmbito do programa de prevenção nos lares, os dados do Governo dão conta de que 201 mil pessoas já receberam a primeira dose da vacina e 150 mil têm já as duas doses.

“Tenho de agradecer especialmente a todos os que têm estado a dedicar a sua vida aos outros e todos os que trabalham no setor social estão diariamente a proteger os outros”, disse Ana Mendes Godinho, sublinhando que nos últimos anos o Governo triplicou a despesa com os acordos de cooperação com o setor social.

A governante adiantou, nessa matéria, que a linha de financiamento do setor social passa a ser de 227 milhões de euros e será prorrogado até ao final do ano, bem como o programa MAREES, de reforço de recursos humanos no âmbito do setor social.

Relativamente ao primeiro MAREES, criado em 2020, Ana Mendes Godinho adiantou que abrangeu 17.500 pessoas para contratação do setor social.

Disse também que a terceira fase do programa Adaptar Social +, para apoio na compra de equipamentos de proteção individual, irá decorrer ainda nesta semana.

De acordo com Ana Mendes Godinho, em 2020 houve um reforço global de 465 milhões de euros para o setor social.

A ministra anunciou ainda que está previsto um novo programa de formação para o setor social, numa parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Relativamente à testagem dos trabalhadores dos equipamentos para crianças, a ministra revelou que esta semana foram testados 40 mil funcionários.

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui