PaísSetúbal

‘NPO Setúbal’ já navega em águas portuguesas

O novo navio patrulha oceânico da Armada Portuguesa batizado com o nome ‘Setúbal’ foi inaugurado esta manhã durante uma cerimónia em Viana do Castelo, embora já navegue ao serviço da Armada Portuguesa desde Dezembro.

O navio ‘Setúbal’foi inaugurado esta manhã nos estaleiros da WestSea, em Viana do Castelo, com as presenças do ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, do chefe de Estado-Maior da Armada, almirante António Maria Mendes Calado, representantes das empresas West Sea e Edisoft e empresários da indústria náutica e eleitos autárquicos.

«A partir de hoje, o nome de Setúbal sulcará as águas dos nossos mares, em especial na zona económica exclusiva nacional, em missões de busca e salvamento, patrulhamento e vigilância», salientou a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira.

Durante a cerimónia, o chefe de Estado-Maior da Armada, almirante Mendes Calado, destacou «a importância atual do porto de Setúbal e a importância histórica da cidade» e recordou que com a atribuição do nome da cidade a este navio, «a Marinha cumpriu a promessa feita em 2011», durante as comemorações do Dia da Marinha, realizadas em Setúbal, cidade com a qual a Armada «sempre teve excelentes relações».

O ‘Setúbal’ demorou dois anos a ser construído e é o quarto navio da classe construído em Portugal, juntando-se às embarcações Viana do Castelo, Figueira da Foz e Sines, todas no ativo.

A embarcação tem capacidade para desenvolver controlo de esquemas de separação de tráfego, prevenção e combate à poluição marinha e prevenção e combate a atividades ilegais como narcotráfico, imigração ilegal, tráfico de armas e outros ilícitos e tem igualmente capacidade para cooperar em operações militares de baixa intensidade, ações decorrentes da promulgação do estado de sítio ou de emergência e apoio humanitários na sequência de desastres naturais.

Sob o comando do capitão-tenente Rui Zambujo Madeira, mergulhador de especialização e militar da Marinha desde 1994, com diversas missões nacionais e internacionais, o ‘Setúbal’ conta com uma guarnição de oito oficiais, nove sargentos e 27 praças, num total de 44 militares permanentes a bordo.

A embarcação, com passagem pelas águas do rio Sado prevista para breve, tem como madrinha Jessica Rachel Hallett, investigadora da Universidade Nova de Lisboa e curadora do Médio Oriente no Museu Calouste Gulbenkian.

Fonte: CM de Setúbal



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.