AlmadaLeiriaLisboa

Nove detidos em Almada, Leiria e Lisboa por tráfico de droga

- publicidade -

Nove homens foram detidos pela Polícia Judiciária (PJ) suspeitos do crime de tráfico de droga, numa operação desenvolvida em Leiria, Lisboa e Almada.

Em comunicado, a PJ refere que, no âmbito de uma investigação que decorre há vários meses relativa à prática do crime de tráfico de estupefacientes, procedeu ao cumprimento de nove mandados de detenção.

Na ação, desencadeada na quarta-feira, “em vários locais de Leiria, Lisboa e Almada, foi possível desarticular uma estrutura criminosa dedicada à prática daquele crime que, de forma reiterada, prolongada no tempo e significativamente organizada, abastecia de droga alguns locais deste distrito a partir da zona de Lisboa, nomeadamente de haxixe e cocaína”, adianta a PJ.

“No decorrer desta operação policial foi possível intercetar um destes abastecimentos e desencadear as diversas ações de busca, que permitiram recolher relevantes elementos probatórios e deter os nove suspeitos”, com idades entre os 26 e 55 anos, esclarece o comunicado.

O inquérito é titulado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal da Comarca de Leiria e a investigação foi desenvolvida pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria da PJ, tendo a execução da operação contado com a colaboração da Diretoria do Centro.

Os detidos vão ser presentes a tribunal para a eventual aplicação de medidas de coação. Fonte da PJ esclareceu que os suspeitos são portugueses e a alguns não se conhece profissão.“O objetivo [da operação] foi acabar com este fornecimento, reiterado e organizado, de droga à região de Leiria”, disse a mesma fonte, acrescentando que foi apreendida droga e outros artigos supostamente relacionados com a atividade criminosa.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui