AtualidadeDistrito Setúbal

Novas nomeações de párocos na Diocese de Setúbal

- publicidade -

D. José Ornelas Carvalho, Bispo de Setúbal, nomeou novos presbíteros para algumas paróquias da Diocese.

Para a paróquia de Arrentela é nomeado o Pe. Abraão Kasisa, em substituição do Administrador Paroquial, Pe. Pietro Cerantola, e que cessa funções como Pároco da Paróquia de Faralhão e Praias do Sado.

Na paróquia de Faralhão e Praias do Sado é nomeado o Pe. Cláudio Miguel Tavares Rodrigues, em substituição do Pe. Abraão Kasisa, que cessa funções como Pároco ‘in solidum’ da Paróquia de Palmela, mantendo-se como Assistente Diocesano do Departamento da Juventude.

As paróquias de Trafaria e Monte da Caparica recebem agora o Pe. Joaquim Pedro Lobo Cardoso Quintela, que se mantém também como pároco da Paróquia do Monte de Caparica, a par de outras funções para as quais se encontra nomeado, e Vigário Paroquial da Paróquia da Trafaria, sendo Pároco o Pe. Marco André Paleta Belchior, em substituição do Pe. João Luís Fernandes Paixão, recentemente falecido.

Nas Paróquias de Laranjeiro-Feijó e Cova da Piedade, fica nomeado o Pe. José Gil de Borja Pinheiro Ribeiro, vigário Paroquial da Paróquia de Laranjeiro-Feijó, sendo Pároco o Pe. José Sisto Manuel Sacatu, e o Pe. José Sisto Manuel Sacatu fica como pároco da Paróquia de Laranjeiro-Feijó, em substituição do Pe. Marco André Paleta Belchior.

D. José Ornelas deixou um agradecimento «pelo serviço prestado pelos padres que deixam funções nas nossas comunidades, nestes tempos difíceis que atravessamos», com um «especial obrigado ao Pe. Pietro Cerantola, ao Pe. Leone Orlando e à comunidade dos Scalabrinianos, pelo generoso contributo e cuidado da Paróquia de Arrentela, no período de transição que conheceu durante este ano».

Outra palavra é dirigida a «uma memória muito particular, grata e amiga vai para o Pe. João Luís Fernandes Paixão, que recentemente o Senhor chamou, sendo Pároco da Paróquia da Trafaria e Vigário Paroquial da Paróquia do Monte de Caparica. Que o Bom Pastor o acolha nos seus braços e lhe dê a recompensa daqueles que dedicam a vida ao serviço do Seu povo.»

O Bispo de Setúbal também se dirigiu às comunidades «envolvidas no processo de mudança, peço que participem dos mesmos sentimentos de gratidão para com os sacerdotes que estiveram ao seu serviço até este momento e que acolham, com fé e carinho, os que chegam para continuar esta missão»

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo