Navio da Marinha coloca boia para monitorizar ambiente ao largo de Cabo Espichel

O navio hidro-oceanográfico NRP D. Carlos I realizou este sábado a colocação da boia multiparamétrica SUBECO, a cerca de vinte milhas do Cabo Espichel, Setúbal.

0
188
DR - Marinha Portuguesa
Tempo de Leitura: 1 minuto

O navio hidro-oceanográfico NRP D. Carlos I realizou este sábado a colocação da boia multiparamétrica SUBECO, a cerca de vinte milhas do Cabo Espichel, Setúbal.

Esta boia, em conjunto com outras quatro espalhadas ao longo da costa portuguesa, permitem a monitorização ambiental da Zona Económica Exclusiva Portuguesa, disponibilizando uma grande variedade de informação à comunidade científica e ao público em geral.

Esta operação foi realizada por uma equipa de técnicos do Instituto Hidrográfico com o apoio de dois mergulhadores da Marinha.

A boia, alimentada com baterias recarregáveis através de painéis solares, está equipada com sensores de temperatura da água, clorofila, turbidez, oxigénio dissolvido, deteção de hidrocarbonetos, sensores de agitação, sensores indutivos de pressão, perfiladores de corrente e sensores de pressão atmosférica.

Com um peso de aproximadamente 1500kg, a boia foi colocada num local com profundidades de cerca de 1280m, requerendo uma amarração com cerca de 1500m.

Após esta operação, o navio iniciou trânsito para sul, em direção a Faro, onde já no decorrer do dia de hoje irá realizar a recuperação da boia multiparamétrica fundeada a sul de Faro, para depois proceder à sua manutenção.​

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome