Setúbal

«Nasci Bispo em Setúbal, agora sou de Setúbal»

- publicidade -

No dia 26 de Outubro, pelas 16h00, será inaugurada uma estátua de D. Manuel Martins, no Largo de Santa Maria, frente à Sé onde D. Manuel foi ordenado em 1975.

A inauguração é uma iniciativa da Câmara Municipal de Setúbal em colaboração com a Diocese de Setúbal e decorre na data em que se completam 45 anos da ordenação deste clérigo como primeiro Bispo de Setúbal.

Trata-se de uma obra da escultora Maria José Brito. O canteiro responsável pela base é Avelino Baleia e a peça foi realizada na fundição do Senhor Bernardino.

A cerimónia conta com uma Eucaristia na Sé de Setúbal, às 16h00, seguindo-se no exterior da Catedral a inauguração da estátua, sendo que a participação na celebração eucarística será reduzida a convidados e à capacidade de acolhimento da Sé de Setúbal, tendo em conta o limite de lugares definido e seguindo as normas da Direção Geral de Saúde para a pandemia de Covid-19, e será também transmitida através das redes sociais da Diocese.

A 26 de outubro de 1975, nas suas primeiras palavras como Bispo diocesano, D. Manuel Martins afirmava: «Nasci Bispo em Setúbal, agora sou de Setúbal. Aqui anunciarei o Evangelho da libertação, na justiça e no amor. Aqui proclamarei o Cristo vivo – que veio e está no meio de nós – o único que pode alicerçar na fraternidade, a sociedade justa que é a aspiração angustiante de todos nós.»

D. Manuel da Silva Martins nasceu em Leça do Balio, na Diocese do Porto, a 20 de janeiro de 1927, onde também faleceu aos 90 anos de idade, a 24 de setembro de 2017.

Ordenado sacerdote em 1951, após a formação nos seminários do Porto, estudou depois Direito Canónico em Roma, na Universidade Gregoriana. Foi pároco de Cedofeita, no Porto, entre 1960 e 1969, quando foi nomeado vigário-geral da diocese nortenha.

Foi nomeado como Bispo para a recém-criada Diocese de Setúbal a 16 de julho de 1975, iniciando o seu ministério episcopal no dia 26 de outubro do mesmo ano, e o Papa João Paulo II aceitou o seu pedido de resignação a 23 de abril de 1998.

O bispo emérito de Setúbal foi agraciado com a grã-cruz da Ordem de Cristo, durante as comemorações do 10 de junho de 2007, em Setúbal, e com o galardão dos Direitos Humanos da Assembleia da República, a 10 de dezembro de 2008.

Na Conferência Episcopal Portuguesa D. Manuel Martins foi presidente da Comissão Episcopal da Ação Social e Caritativa e da Comissão Episcopal das Migrações e Turismo, tendo sido também presidente da Secção Portuguesa da Pax Christi e da Fundação SPES.

Fonte: Agência Ecclesia

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo