BombeirosCrimeEducaçãoPaísPolíticaSesimbra

Município discutiu apoios a famílias em situações de emergência

- publicidade -

Na reunião que a Câmara de Sesimbra fez, foram aprovados vários acordos. Um deles foi a aprovação de um protocolo para construir na Quinta do Conde as novas instalações da GNR. A população local tem pedido incessantemente esta nova esquadra pois melhores instalações e mais guardas vão ajudar a melhorar a qualidade de vida na freguesia. Esta é uma das obras que o líder do executivo, Francisco Jesus, pretende ver concluída até ao fim do seu segundo mandato.

Também se falou sobre a possibilidade de se construir um novo quartel dos bombeiros na freguesia do Castelo. O atual edifício dos bombeiros necessita de reabilitação. Uma das obras que já está em execução, a da rotunda da Cotovia (na AV. João Paulo II), para além do novo pavimento também vai levar a uma troca nas tubagens da água. A vice-presidente, Felícia Costa, falou sobre a elaboração de um regulamento, por parte do município, para atribuir prestações a famílias do concelho que apresentem situações de emergência.

Estes apoios são habitualmente prestados pela Segurança Social. Nesta reunião também se falou sobre o caso de uma família que mesmo estando a usufruir de uma renda acessível (algumas são de apenas 5 euros) está com uma divida ao município de 10 mil euros. A responsável pelo pelouro da educação também referiu os apoios que são dados aos passes escolares. Sobre o serviço prestado pela Carris Metropolitana, o presidente da Câmara lembrou que o serviço melhorou, mas ainda não é o ideal. O lote em que a situação da operação está mais estável é o 3, do qual Sesimbra faz parte.

Nesta reunião foi aprovada a candidatura ao PRR do programa RecolhaBio – Apoio à Implementação de Projetos de Recolha Seletiva de Biorresíduos. Esta candidatura, que não é a única que o município tem aos fundos do PRR, foca-se na recolha de resíduos diferenciados. Este anúncio foi feito num momento em que a Boa Água 1 recebe os contentores para Recolha Porta-a-Porta.

Com a chegada do período festivo, foram aprovados os locais onde os vendedores de rua poderão fazer os seus negócios (um dos mais típicos é a venda de castanhas assadas). Durante este encontro, também foram aprovadas as estruturas que vão organizar as comemorações concelhias dos 50 anos do 25 de Abril (a nível nacional estas estarão a cargo da professora Maria Inácia Rezola) e a adesão ao Movimento Municípios pela Paz. Desde o início da guerra, inúmeras famílias ucranianas escolheram Sesimbra como um local de refúgio. Estas famílias, compostas especialmente por mulheres com crianças pequenas, estão a apreender português para poderem estruturar as suas vidas.

No momento de intervenções do público, falou-se sobre o fraco atendimento ao público (na seção do urbanismo), as ligações às redes de esgotos e pediu-se uma maior fiscalização devido ao lixo. Na Maçã, quando a noite cai as pessoas aproveitam para colocar o lixo na via pública. «Temos que todos ter a perceção que este é um problema de todos os concelhos», lembrou Francisco Jesus.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *