Parceiros
Mundo

Mundo | Zelensky alerta para que não haja “ilusões” na exportação de cereais

No primeiro dia de agosto, ontem, segunda-feira, saiu do Porto de Odessa, na Ucrânia, o navio “Razoni”, com o primeiro carregamento de cereais, que transportava 26 mil toneladas de milho, em direção ao Líbano.

A Ucrânia e a Rússia assinaram, em separado, acordos com a Turquia e as Nações Unidas, que permitirá a exportação de 22 milhões de toneladas de cereais e produtos agrícolas que ficaram retidos nos portos do Mar Negro.


O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, reforça a preocupação desta operação e a desconfiança que sente quanto à perturbação que a Rússia pode provocar, assumindo, no entanto, que esta primeira embarcação é um sinal “positivo” para que não exista uma grave crise alimentar mundial.

Zelensky aponta a necessidade, da parte da Turquia e das Nações Unidas, de assumir a responsabilidade de que esta iniciativa corra dentro do espectável – “veremos como o acordo vai funcionar e se haverá realmente segurança”.

Estão ainda 16 navios nos portos ucranianos para partir e, para a Rússia, abriu-se também a hipótese de exportar cereais e fertilizantes para a Turquia.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carreguem em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.