coronavírusDistrito SetúbalSantiago do Cacém

Morto em lar com surto em Santiago do Cacém

Lar com surto de covid-19 em Santiago do Cacém já causou um morto.

- publicidade -

Fonte da Autoridade Local de Saúde explicou à agência Lusa que o utente, com mais de 90 anos, foi internado no Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, no passado sábado, e acabou por falecer no dia seguinte, “devido ao agravamento do estado de saúde”.

“Este idoso, que tinha testado negativo, foi vacinado [contra a covid-19] na passada sexta-feira. No sábado, desenvolveu sintomas” do vírus que provoca a covid-19, “foi hospitalizado e, no domingo, acabou por falecer”, adiantou a mesma fonte.

Num comunicado conjunto, a Câmara de Santiago do Cacém, a Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA) e a Casa do Povo de Alvalade referiram que funcionários e utentes “não carecem, nesta altura, de cuidados hospitalares”.

“Esta situação é complexa e delicada, pelo que está a merecer a máxima atenção e dedicação de todas as entidades, principalmente da Autoridade Local de Saúde de Santiago do Cacém e da ULSLA”, destacaram.

No total, na Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) de Alvalade, que tem 52 utentes, foram infetadas 38 pessoas, nomeadamente 28 utentes – incluindo o idoso que faleceu – e 10 funcionários.

O primeiro caso, o de um funcionário infetado, foi detetado em dezembro e, entretanto, já está recuperado.

A Autoridade Local de Saúde está a acompanhar “a evolução epidemiológica e o estado de saúde de todos os infetados”, tendo a ULSLA disponibilizado “um médico da Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Santiago do Cacém que acompanhará ‘in loco’ a situação clínica e a evolução de sintomatologia nos utentes e profissionais”, acrescentaram.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui